segunda-feira, 30 de março de 2009

Manifesto sobre a vida V

Há 21 anos às 1:30 da madrugada eu encarnei nesse plano da existência e desde então tenho colecionado mais amores e amigos do que mereço, talvez. Obrigado por todos vocês que fizeram e principalmente aos que ainda fazem parte dessa louca epopéia que chamo de vida. Amo vocês de coração e só não ponho aqui o nome de todos porque tenho medo de esquecer alguém.

Grande beijo pra vocês.

terça-feira, 24 de março de 2009

Versinhos de um sonho.

"Aqui não cabem meus gestos
não cabem meus cantos
não cabem meus discos
não cabem meus prantos

Não cabem meus gritos
meus olhos tristonhos
não cabem promessas
que não nos fazem os sonhos

Não cabe a doçura
e toda a compostura
dos meus pouco compostos
porres no porto.

Aqui não cabe você
que não sabe a verdade
que não vai entender
e não vai ter saudade."

Escrito por meu eu inconsciente, acordei com ela na cabeça. Postei antes de esquecer

Manifesto sobre a vida IV

Ela é um velinho magro e sarcástico que às vezes se apresenta como destino, ou uma jovem bonita e sorridente que às vezes se apresenta como sorte.

domingo, 22 de março de 2009

"Aponta contra os chapadões meu nariz..."

Senhoras e senhores, ontem foi o fim do projeto praia 24hrs que levou cultura e arte ao porto da barra por 3 fins de semana seguidos, como tentativa do governo da Bahia de incentivar o turismo em Salvador pós carnaval.
Foi realmente fantástico, tive a oportunidade de ir em 2 dos 3 dias. Apresentaram-se como atrações principais (de cada dia) Gal Costa, Maria Creuza e Luís Melodia. Espero que ano que vem tenha mais.
Bom domingo a todos.

sábado, 21 de março de 2009

Sabath

Olá senhoras, senhores e senhorita!

Espero que tudo esteja bem com vocês, daqui a 1 hr eu tenho prova, depois vou pro hospital, depois volto pra casa aí então vou sair pra ver o mundo girar devagar ^^.

Beijos a todos e o melhor dos abraços.

sexta-feira, 20 de março de 2009

Só...

Olá n-leitores, hoje é um daqueles dias em que tudo que eu queria era um lugar pra descançar minha cabeça pesada e quem sabe morrer um pouco... Só pra variar.

Volto aqui quando os ventos soprarem de novo.

quarta-feira, 18 de março de 2009

Watchmen


Escrito por Alan Moore em 1986, watchmen é sem dúvida um marco na história dos quadrinhos americanos, e na história da 9ª (agora não lembro se é 9ª ou 8ª) arte como um todo. Recentemente adaptado para o cinema, uma boa pedida para os fãs de super-heróis.

O quadrinho se passa em Nova York durante a guerra fria e consegue captar de forma única o melhor e o pior do espírito humano, mostrando o quanto a sociedade é acomodada e facilmente corrompível. Dotado de uma gama de personagens densos e criativos, é sem dúvida um quadrinho que recomendo, mesmo para os que não gostam do gênero.

A história começa com a morte do "comediante", ex-integrante do grupo "minute-men" e posteriormente do grupo "watchmen". Rorschach, um vigilante foragido (pois desde a greve policial o "vigilantismo" foi proibido por lei) resolve descobrir quem matou o antigo parceiro e acredita ser essa uma conspiração contra os mascarado. A trama, contudo, se revela muito mais densa à medida que Rosrchach vai chegando perto da verdade. Paralelo a isso eventos vão acontecendo aos outros personagens encaminhando a obra para um final surpreendente e revelador.


Uma ótima opção para uma manhã de domingo. O quadrinho foi originalmente poblicado em 12 edições mas pode ser achado hoje em dia em 4 encadernados ou em um volume único com 100 páginas de extras.


Boa leitura e que os bons ventos vos guiem!

segunda-feira, 16 de março de 2009

Oo?

Houston, We've got a problem!!!

Tem prova medonha esse fim-de-semana ¬¬

sexta-feira, 13 de março de 2009

6ª 13

Olá senhoras e senhores, previsão para a tarde, ver watchmen! Recomendo totalmente, estou ledo o gibi e poxa, alan moore rocks!

Estado de espírito: Comendo arroz chop-suey gelado com algo que eu n sei dizer se é frango, porco ou cachorro empanado, nunca descarte a opção "cachorro". (Fato interessante sobre comida chinesa: Se não foi você que encomendou, dificilmente saberá dizer que carne é aquela.) Ouvindo poison e me divertindo muito. Life is cool, or not, that's up to you.

Bons ventos, augúrios e seja lá o que for que vocês acreditem ^^.

terça-feira, 10 de março de 2009

Simplesmente zen ^^

Esotérico
Gilberto Gil


"Não adianta nem me abandonar
Porque mistério sempre há de pintar por aí
Pessoas até muito mais vão lhe amar
Até muito mais difíceis que eu prá você
Que eu, que dois, que dez, que dez milhões, todos iguais

Até que nem tanto esotérico assim
Se eu sou algo incompreensível, meu Deus é mais

Mistério sempre há de pintar por aí
Não adianta nem me abandonar (não adianta não)
Nem ficar tão apaixonada, que nada
Que não sabe nadar
Que morre afogada por mim"

Que os bons ventos vos guiem!

segunda-feira, 9 de março de 2009

Baú, o Branco.

Bem vindos à nova era nesse baú de surtos, uma era mais clara, límpida e brilhante, é como se ele finalmente tivesse passado do cinzento para o branco. Com todo o poder do Omo progress.
Estamos numa aurora aurêa ^^ ao som de Belle e Sebastian e repleta de piadinhas insolentes para comentários desencorajadores de professores. Uma nova era de risadas e sem mais desabafos tolos (talvez nem tanto) mas ainda assim uma era feliz. Ainda não escolhi uma música tema própria pra ela, mas tenho escutado muito o álbum "Dear catastrophe waitress" e a música "Hey sandy" do Polaris. Um dia bom pra todos vocês e espero mais comentários ^^

sábado, 7 de março de 2009

Manifesto sobre a vida III

A vida é por essência boa, eu que vivo tentando tirar o pior dela...

Não, você ainda não me pegou sua imbecil. Tente de novo ¬¬

quinta-feira, 5 de março de 2009

Pra quem quiser ler:

Sangue Latino
Secos e molhados


"Jurei mentiras e sigo sozinho,
assumo os pecados
Os ventos do norte não movem
moinhos

E o que me resta é só um gemido
Minha vida, meus mortos, meus
caminhos tortos,
Meu sangue latino, minha alma
cativa

Rompi tratados, traí os ritos
Quebrei a lança, lancei no espaço
Um grito, um desabafo

E o que me importa é não estar
vencido
Minha vida, meus mortos, meus
caminhos tortos,
Meu sangue latino, minha alma
cativa"

Entendam o que quiserem entender ^^

quarta-feira, 4 de março de 2009

Sobre a vida e os romances...

Olá senhoras e senhores n-leitores, como vão vocês?
Eu sempre começo isso da forma mais simpática possível, ou pelo menos tento. Tenho pensando muitas bobagens ultimamente e dentre elas, algumas não tão bobas assim. Você já se perguntaram sobre o ato de "apaixonar"? Eu cheguei a conclusão de que ele não existe.
Analisando de forma mais fria minha experiência de vida e minhas muitas paixões (e realmente foram muitas), eu percebi que não há esse desejo mágico e invisível que simplesmente surge e nos acomete como uma febre. O que há é uma predisposição ao gostar, que pode ser causada pela idealização ou mesmo pela convivência. É humanamente impossível se descobrir apaixonado por alguém que já se conheça e com quem se tenha grande convívio, o que há é apenas o reconhecimento do sentimento já estabelecido. Não estou dizendo que não seja intenso, o que estou dizendo é que não surge de uma hora para a outra, como as pessoas insistem em dizer.
Óbvio que o gostar faz bem e acelera o ritmo cardíaco, faz bem para a circulação periférica, estimula áreas controladoras da secreção de cerotonina e todos esse papo chato, relacionado à bioquímica do beijo... Contudo, isso não traduz "paixão" e sim o gostar correspondido e exagerado pela mente humana. O romance romântico, de segunda geração, é para lá de ultrapassado. Então não me venha querer provar que paixão existe.
Assim sendo, recomendo aos senhores (e senhorita) que não se deixem acometer por essa fábula, e tentem manter os pés pregados no chão. Se permitam gostar das pessoas, mas não exagerem na dose, pode ser fatal.
(Ou talvez nem tanto).
Boa tarde a todos e que os bons ventos continuem fazendo o bom trabalho deles.